Nenhum icone

Feira do Artesanato Mundial é aberta em Belém

A segunda edição da Feira do Artesanato Mundial (FAM) e da Feira do Artesanato Estadual foi aberta neste sábado (16), em Belém, pelo governador do Estado em exercício, Helenilson Pontes, no Hangar - Convenções e Feiras da Amazônia.

A edição especial da FAM, que é realizada normalmente no segundo semestre, é uma homenagem ao dia do artesão, comemorado no dia 19 de março, e incorpora a Feira do Artesanato Estadual, totalizando mais de 60 estandes, que representam 20 países, 13 estados brasileiros e 23 municípios paraenses de todas as regiões do estado.

Segundo Charlton Gallisa, coordenador da FAM, o Pará é o único estado da federação a realizar uma feira em homenagem ao artesão. Gallisa disse ainda que a iniciativa de vincular a exposição do artesanato local a uma feira de artesanato mundial, inspirou diversos estados a seguirem o exemplo.

“Antes a Feira do Artesanato Mundial era realizada nos estados sem a participação massiva do artesanato local. Depois da feira realizada no Pará no ano passado, onde o Governo investiu nas participações de artesãos locais, criando uma feira do artesão dentro da FAM, muitos Estados passaram a nos procurar para fazer a mesma coisa. Para a FAM essa parceria foi um sucesso, a gente percebe o potencial do artesanato paraense e atualmente é um dos prediletos do mercado exterior”, afirmou Charlton Gallisa, coordenador da FAM.

Para o secretário da Seter, Celso Sabino, a feira é uma oportunidade para que o público conheça e adquira o artesanato local e mundial a preços bastante competitivos, além de estimular o artesão paraense a gerar novos negócios. “Além de expor seus produtos, o nosso artesão também pode participar dos cursos de empreendedorismos e dos balcões de negócio intermediados pelo Governo do Estado através da Seter, durante a realização da feira”, informou.

 

Comentários